Home / Destaque / Gasolina cai 0,49% e ANP descarta regular preços
Gasolina cai 0,49% e ANP descarta regular preços

Gasolina cai 0,49% e ANP descarta regular preços

A Petrobras anunciou nesta quinta-feita (7) uma nova redução no preço da gasolina. A partir da amanhã, o combustível ficará 0,49% mais barato nas refinarias da estatal, passando a custar R$ 1,9521 o litro.

Hoje, a gasolina está sendo negociada nas refinarias a R$ 1,9617. Essa é a quarta queda consecutiva de preços anunciada pela empresa. Desde 2 de junho, quando o litro custava R$ 2,0113, o preço da gasolina já acumula uma redução de quase 6 centavos, ou seja, de 2,94%.

O governo estuda como rever a política de reajustes de preços diários dos combustíveis. O do diesel, graças à negociação com os caminhoneiros está congelado por 60 dias. Além disso, foi prometida a redução de R$ 0,46 no preço pelo mesmo período, negociada pelos representantes do governo e da classe.

Também nesta segunda-feira, o diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, afirmou que não haverá intervenção da agência na política de preços de derivados de petróleo da Petrobras ou de outras empresas.

“Não há intervenção e não haverá. Ninguém pensa em intervir em nada. A formação de preços no Brasil é e continuará sendo livre. A ANP não interfere e jamais vai interferir na indústria”, enfatizou Oddone, dizendo que a Petrobras e todos os outros atores do mercado terão liberdade na formação de preços.

Fatias do preço da gasolina

Os impostos são os maiores responsáveis pelo alto preço da gasolina. Os estaduais representam 28% do valor e os federais federais, por sua vez, equivalem a 16%. O lucro dos revendedores (postos de gasolina) beira os 10%. As distribuidoras ficam com 4% e o transporte equivale a 2%.

 

Fonte: https://autopapo.com.br/

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Publicidade de Exemplo